Páginas

domingo, 13 de setembro de 2015

Era só o início...



                                        Pinterest

E foi naquela noite, sozinha, quando estava pensando que percebi o que eu tinha feito, aliás o meu coração. A sensação era de uma angústia tremenda misturada com um sentimento novo, talvez paixão. Mas, o que mais doía era saber que aquilo era impossível, aquele que sempre foi o meu amigo agora se tornava algo a mais. Impossibilidade parecia ser o meu sobrenome, por quê?

O dia começava, e a escola me parecia o último lugar do mundo que eu gostaria de ir. Aquele friozinho na barriga, a angustia que travava minha garganta, nada poderia estar pior. Sim, podia. Quando o avistei, congelei. Pois, aquele sentimento poderia atrapalhar tudo... Até que:

-Oi. Tu fez a atividade de química? Aquela que eu te avisei ontem? (Agora, mais do que nunca eu percebia aquele sorriso que pararia o mundo, se possível. Mas também, concluia que ele me via da mesma forma de sempre, a amiga boba que sempre estaria ali para o que fosse, e nada a mais do que isso.)

-Oi. Fiz sim, obrigada por lembrar. (Com a voz trêmula, as palavras saíram da pior forma possível, os meus olhos não conseguiam parar quietos. E o pior, ele notou.)

-Você está bem? Parece um pouco nervosa. (Naquele momento, eu queria achar uma caverna para me esconder do mundo. Ao mesmo tempo que, eu tentava pensar rápido para responder, as minhas mãos começavam a suar e faziam com que os meus cadernos lentamente caíssem.)

E, desconcertada, abaixando para pegar as coisas no chão, eu respondia:

-Está tudo bem sim, só estou com uns probleminhas em casa. (Ao mesmo tempo que eu falava, ele abaixava para me ajudar.)

-Espero que tudo fique bem. Agora, eu tenho que ir. (Entregando-me as folhas que ele apanhou, e me ajudando a levantar.)

-Obrigada. Eu também espero. (Meu coração queria se pronunciar, mas o meu cérebro quem estava dando as ordens.)

-Tchau.

-Tchau. (Eu dizia, vendo a minha oportunidade ir embora e levando consigo a minha futura paz, naqueles dias minúsculos.)

Mesmo assim, continuei o caminho e essa trajetória só acabava de começar, e o meu coração entrava em uma fria muito grande, mas uma fria que talvez valesse a pena.